Empregadores domésticos podem deduzir até R$ 1.182,20 do IR em 2016

Empregadores domésticos podem deduzir até R$ 1.182,20 do IR em 2016

Para obter o abatimento relativo às despesas com o INSS patronal, a declaração precisa ser entregue no modelo completo. Condição é válida apenas para um empregado por contribuinte

Empregadores domésticos podem deduzir

A Receita Federal divulgou ontem, dia 02 de fevereiro, as regras para a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física de 2016 ( ano base 2015). Os contribuintes tem de 1 º de março até 29 de abril para entregar suas declarações. O patrão doméstico pode ter duas particularidades com relação a sua prestação de contas ao Fisco, pois é ao mesmo tempo pessoa física e empregador.

Uma das alterações atinge diretamente aos empregadores domésticos no momento da elaboração da sua declaração. Quem optar pelo modelo completo poderá deduzir os gastos com a contribuição patronal do INSS em até R$ 1.182,20, em 2015 o valor da dedução máxima era de R$ 1.152,88. O abatimento é limitado a um empregado por contribuinte.

O empregador que reteve o imposto de renda de seu empregado em 2015 tem ainda uma tarefa a ser cumprida: entregar a DIRF até 22 de fevereiro. Para entender como funciona a DIRF (Declaração do Imposto Retido na Fonte) clique aqui.

Para saber se o empregador precisa ou não reter o imposto de renda do seu empregado na fonte o empregador deve realizar um cálculo que segue a fórmula: salário bruto subtraindo o INSS e o valor de dedução por dependente de acordo com o estabelecido pela tabela do IR. O valor encontrado deverá ser verificado com a tabela do IR para identificar se é necessário reter o Imposto de Renda na Fonte e em caso positivo, qual será a alíquota aplicada.

Veja o exemplo:

Cálculo realizado a partir de dados fictícios:

Total de Vencimentos: R$ 3.800,00 -418,00(11% INSS )-R$ 189,89( dependentes: 1 ) =R$ 3.192,41 x15 % (faixa 2) =R$ 478,86 – R$ 354,80(valor a deduzir) = R$ 124,06( valor do imposto de renda retido na fonte.)

A tabela atualizada com os valores de remuneração e respectivas contribuições é alterada sempre no mês de abril de cada ano. Para acessar a tabela do Imposto de Renda clique aqui.

Quem deve declarar o Imposto de Renda 2016:

Deverão entregar a declaração do Imposto de Renda 2016 todas as pessoas físicas que tiveram rendimentos tributários acima de R$ 28.123,91, Ou retenção de Imposto de Renda na fonte, no ano passado. O teto de rendimentos teve um aumento de 4,9% com relação a 2015, quando era de R$ 26.816,55. Deve efetuar também a declaração quem teve rendimentos isentos ( como a poupança), não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil.

Também estão obrigados a entregar a declaração as pessoas que obtiveram em qualquer mês do ano, ganhos de capital na venda de bens e direitos , sujeitos à incidência de imposto, ou realizaram operações nas Bolsas de Valores, mercadorias e futuros. Quem em 31 de dezembro de 2015 possuía bens ou propriedade acima de R$ 300 mil, também precisa prestar contas.

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Mais acessados

🔎 Não achou o que procurava?

Faça sugestões de novos conteúdos