Registro no eSocial da empregada doméstica não substitui a carteira assinada

Registro no eSocial da empregada doméstica não substitui a carteira assinada

O cadastro no sistema do governo é apenas um passo, além disso, é necessário passar por um processo para estar 100% dentro da lei.

Desde a aprovação da Lei Complementar 150, que regulamentou o emprego doméstico, ainda existem pessoas que se aventuram na informalidade. Muitos empregadores domésticos acreditam que o simples fato de cadastrar a empregada no eSocial já é o suficiente para estar dentro da lei, essa informação está incorreta. ‘’A multa paga empregadores que não assinam a carteira pode chegar a R$ 3.000,00 de acordo com o especialista Mario Avelino’’.

O cadastro no eSocial é apenas um passo, além disso, é necessário passar por um processo para estar 100% dentro da lei. Hoje, vamos explicar o caminho correto que o empregador doméstico deve seguir: entenda!

 

Procedimentos Legais

1 – Assinar a Carteira de Trabalho com a data retroativa à admissão.

2 – Fazer todos os recibos de pagamento mensal, férias, 13º salário e vale-transporte, se houver, e principalmente fazer com que o empregado assine todos os recibos.

3- Fazer o cadastro no eSocial e pagar as guias (Caso não tenha sido pagas)

Alguns cuidados necessários neste item:

  • Os recibos devem ter a data em que realmente foram feitos os pagamentos.
  • Os valores devem ser calculados de acordo com o salário e a tabela de INSS, Imposto de Renda, salário-família da época.

As tabelas de INSS, Salário-Família e Imposto de Renda mudam, normalmente, uma vez por ano. Porém, é importante ressaltar que a tabela de Imposto de Renda não é reajustada desde 2015.

4 – Recolher todos os tributos obrigatórios como INSS, Imposto de Renda, FGTS referente a todos os pagamentos, inclusive sobre o 13º salário e férias, que tem o adicional de 1/3.

5 – Atualizar a Carteira de Trabalho com as alterações salariais, férias e etc. Veja mais em Como formalizar o contrato de trabalho com sua empregada doméstica.

Informação Importante

O empregador precisa ficar atento, pois de acordo com o Precedente Normativo 98. ‘’Será devida ao empregado a indenização correspondente a 1 (um) dia de salário, por dia de atraso, pela retenção de sua carteira profissional após o prazo de 48 horas’’. Então, fique atento para não pagar multa.

Podemos te ajudar em todos esses processos

A Doméstica Legal oferece todos os serviços necessários para que o empregador doméstico esteja dentro da lei e não se preocupe com possíveis ações trabalhistas. Solicite um orçamento sem compromisso!

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Mais acessados

🔎 Não achou o que procurava?

Faça sugestões de novos conteúdos