O que acontece se o empregador doméstico não pagar a guia do eSocial?

O que acontece se o empregador doméstico não pagar a guia do eSocial?

Patrão doméstico pode ter prejuízos na justiça e ainda prejudicar a vida trabalhista da empregada doméstica

eSocial

A responsabilidade de repassar as informações do trabalhador doméstico ao eSocial é do empregador doméstico, então é de extrema importância que todos os dados estejam corretos para que nenhuma das partes sejam prejudicadas. Também é responsabilidade do empregador doméstico pagar mensalmente a guia DAE, pois nela são recolhidos os encargos financeiros devidos ao trabalhador, garantindo assim seus direitos trabalhistas.

Confira o checklist de informações para cadastrar a doméstica no eSocial

Pagar somente o salário em dia e deixar a guia do eSocial de lado é uma prática que vai contra a lei, o que acarreta muitos prejuízos para o patrão doméstico e o trabalhador.

 

Quais prejuízos o empregador doméstico pode sofrer se não pagar a guia DAE?

O empregador doméstico que não efetuar o pagamento das guias está sujeito a ação trabalhista por parte da doméstica, multas administrativas, cobranças da Receita Federal e até mesmo a possibilidade de uma dívida ativa. Caso a empregada não consiga receber benefícios previdenciários e governamentais, o empregador ainda será obrigado a pagar os valores devidos.

 

Quais prejuízos a empregada doméstica pode sofrer se o empregador não pagar a guia DAE?

Já a doméstica que não tem as guias pagas, fica impossibilidade de receber os benefícios previdenciários e governamentais e ainda terá diferença no saque do FGTS em caso de demissão ou saque-aniversário.

 

A importância de fornecer todas as informações corretas ao eSocial

A Lei da Doméstica, Lei Complementar 150/2015, estabelece no artigo 33, parágrafo 1º e 2º a importância de passar as informações corretas ao sistema do governo:

  • Recolhimento e distribuição de tributos e encargos trabalhistas
  • Registro de obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais
  • Registro dos pagamentos gerados no mês anterior

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Mais acessados

🔎 Não achou o que procurava?

Faça sugestões de novos conteúdos