Empregada doméstica com carteira assinada perde o Bolsa Família?

Empregada doméstica com carteira assinada perde o Bolsa Família?

A formalização é o melhor caminho para ambas as partes, tanto para o empregador quanto para o empregado

A perda do Bolsa Família é um dos principais motivos citados pelas empregadas domésticas na hora de assinar a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Frequentemente algumas domésticas perdem a oportunidade de ter todos os benefícios previdenciários garantidos por lei como: salário-família, auxílio-doença, aposentadoria e salário maternidade. Além de ter um salário fixo e outras vantagens que formalização proporciona.

Assinar a carteira da empregada doméstica não está diretamente relacionado ao cancelamento do Bolsa Família. Existem diversos fatores que podem interferir no pagamento do benefício. Um deles é a renda familiar da doméstica. O valor da Bolsa pode ser mantido, modificado ou finalizado. Portanto, é importante ficar atento a diversas situações no site do Ministério do Desenvolvimento Social.

O que é o Bolsa Família?

O Bolsa Família é um programa do governo que visa garantir uma renda a famílias que vivem em situação de pobreza ou extrema pobreza no Brasil. De acordo com a Caixa Econômica Federal, cerca de 13,9 milhões de pessoas são beneficiadas pelo programa.

Empregadores na Informalidade

Para os empregadores que mantém a empregada doméstica na informalidade, fiquem atentos. Ações trabalhistas são bem comuns quando a carteira não está assinada. É aconselhável que o empregador assine a carteira desde o primeiro dia de serviço. Para as empregadas que já trabalham com o empregador, mas estão informais. A recomendação é para regularizar todo o histórico trabalhista, desde o primeiro dia de trabalho. Caso a funcionária não obtenha o documento, o especialista em emprego doméstico Mario Avelino recomenda que a empregada vá até um dos postos do Ministério do Trabalho para solicitar a carteira de trabalho.

Empregador doméstico dentro da lei

O melhor caminho é sempre a regularização e estar dentro da lei. É essencial que ambas as partes tenham essa mentalidade, pois, além da segurança e confiança para ambos os lados, a formalidade no emprego doméstico traz clareza e estabilidade no ambiente. E caso, o empregador doméstico precise de qualquer tipo de auxílio neste momento, a Doméstica Legal pode te ajudar. Confira!

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Mais acessados

🔎 Não achou o que procurava?

Faça sugestões de novos conteúdos