Coronavírus ameaça emprego de 200 mil domésticas no DF

Coronavírus ameaça emprego de 200 mil domésticas no DF

Metrópoles (12/04/2020)

O novo coronavírus atingiu em cheio a vida de 200 mil trabalhadores domésticos no Distrito Federal, segundo a associação da categoria. Parte perdeu o emprego. Outra parcela teve sorte, pois os patrões flexibilizaram os contratos de trabalho.

O presidente do Instituto Doméstica Legal, Mário Avelino, aplaude os empregadores que não demitiram trabalhadoras durante a crise. Para esclarecer dúvidas de patrões e empregados, a instituição publicou uma cartilha com regras atualizadas.

Segundo o especialista, no caso das mensalistas, as patroas podem suspender os contratos por dois meses, dentro do programa federal para a manutenção de empregos. Nesse período, os salários são pagos pelo governo federal.

“Quem contrata doméstica mensalista em grupo de risco deve aderir”, aconselhou. Para Avelino, quando não for possível, o ideal é reduzir a jornada por escalas, trabalhando um dia e ficando em casa no seguinte, para evitar a exposição diária ao transporte público.

Confira a matéria completa na íntegra.

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Mais acessados

🔎 Não achou o que procurava?

Faça sugestões de novos conteúdos