Recadastramento do cartão de passagem da empregada doméstica do RJ

Recadastramento do cartão de passagem da empregada doméstica do RJ

Biometria facial é nova modalidade de recadastramento para manter o cartão ativo

Recadastramento do cartão de passagem da empregada doméstica do RJ

O decreto 45.749/16 estabelece a implantação do controle biométrico para os portadores do RioCard, utilizado na maioria das cidades do estado do Rio de Janeiro, permitindo o pagamento da tarifa de ônibus independentemente do valor. Empregadores e empregadas precisam ficar atentos ao recadastramento para que doméstica não perca o benefício.

A validação biométrica irá acontecer todas as vezes que o passageiro for passar o cartão. O RioCard informa que uma câmera foi instalada junto ao validador e o sistema de reconhecimento fácil irá calcular as medidas do rosto do portador do cartão na hora de fazer o pagamento da passagem.

Se as medidas não conferirem com a foto do cadastro, um técnico audita o caso e emite um laudo para suspensão do benefício. Cada ocorrência é composta de um ou mais laudos, para conclusão e aplicação da suspensão. Caso a mensagem “recadastre-se” apareça no validador ao passar o seu cartão, fique atento!

Recadastramento

Se a mensagem “recadastre-se” aparecer pela primeira vez no sistema, é necessário que o usuário compareça a uma loja RioCard para que o recadastramento seja feito. O prazo para realizar o procedimento após a primeira notificação da mensagem é de 5 dias úteis para estudantes SEEDUC e Bilhete único Intermunicipal, e 10 dias úteis para Sênior e Vale Social. Caso o titular do cartão não cumpra o prazo estipulado de recadastramento, seu benefício será suspenso até o procedimento seja feito.

Para o recadastramento, é preciso apresentar os seguintes documentos: RG original, cartão RioCard e comprovante de residência original dos três últimos meses.

Ocorrências no cartão gera a suspensão do benefício

Se o sistema identificar uma segunda ocorrência no cartão, o benefício será suspenso por 60 dias. Mas o usuário poderá procurar uma das lojas responsáveis para verificação do laudo do cartão, sendo ele bloqueado somente após os 60 dias, conforme decreto.

No caso do sistema observar 3 ou mais ocorrências, o benefício será suspenso por 180 dias. Após este período é necessário que o usuário solicite uma autorização da Setrans para reativar o cartão.

Para visualizar os laudos é preciso comparecer a uma loja RioCard. Lembrando que a partir da 3º ocorrência ou mais, a RioCard não tem autorização para reabilitar o cartão novamente. De acordo com o decreto, somente a própria Setrans poderá autorizar.

Lojas RioCard que realizam o recadastramento:

    • Bangu
    • Central do Brasil
    • Duque de Caxias
    • Ilha
    • Méier
    • Nova Iguaçu
    • Nilo Peçanha
    • Niterói
    • Nova Friburgo
    • Petrópolis
    • Piabetá
    • Santa Cruz
    • São Gonçalo
    • Estação Metrô Siqueira Campos
    • Teresópolis
    • Estação Metrô Uruguai

Dúvidas em relação a qualquer assunto referente ao emprego doméstico? Nossos consultores especializados podem te ajudar! Conheça nosso serviço de consultoria.

Compartilhe esta publicação

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Cadastre seu e-mail e fique sempre atualizado

Deixe seu comentário sobre este post

Mais acessados

🔎 Não achou o que procurava?

Faça sugestões de novos conteúdos